Cursos Online Atividades para Maternal Cursos Online Cursos Pedagógicos
Cursos Online Atividades para Berçário

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

05 passos para organizar o berçário ideal

Em um berçário bem organizado, os pequenos se sentem em casa e aprendem a conviver uns com os outros e consigo mesmo de forma amigável. Com isto, as crianças terão mais facilidade para promover sua autonomia, estimulando o convívio entre si. 

Pra você que quer montar um berçário ideal ou para quem desejar organizar melhor o seu berçário, aí estão 05 ítens que não podem faltar no seu berçário, confira!
  1. Sala de atividades - Giz de cera, papéis, livros, brinquedos... todos esses materiais devem estar aqui. É importante que os pequenos tenham acesso a tudo (sob sua supervisão, é claro) em armários baixos. O ideal é ter um lavatório dentro da sala para poder lavar pincéis, mãos e chupetas.
  2. Sala de repouso - Para um bom descanso, o ambiente deve ser tranqüilo e ventilado, com luz controlada. em berços ou colchonetes, cada um precisa ter a própria roupa de cama e os objetos pessoais, como chupeta e brinquedos. amamentar pode ser feito num canto desde que separado por um biombo.
  3. Fraldário - O cesto de lixo precisa estar ao alcance da mão para que as fraldas sejam descartadas rapidamente. O melhor modelo é o de tampa com pedal. para que a criança fique segura enquanto outra toma banho ou troca fralda, deixe-a num bebê-conforto.
  4. Lactário - É aqui que os pequenos se alimentam. para evitar bichos e sujeira, o teto deve ser de laje e as paredes e chão, laváveis. Os professores não devem assoprar a comida, deixando que o alimento esfrie naturalmente, para evitar contaminações.
  5. Solário - No espaço para tomar sol, as atividades devem ser realizadas antes das 10 e após as 15 horas. Brinquedos grandes (casa de boneca, balanço e triciclo) e feitos com sucata são bem vindos. torneira e mangueira garantem a diversão no calor. 
Dicas da revista Nova Escola.

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

05 atividades para trabalhar com alunos agressivos

Mordidas, tapas, puxões de cabelo... Até os 3 anos de idade, é comum a criança expressar seus desejos e frustrações com atitudes que não são lá muito delicadas. Esta atividade é sugerida para trabalhar com as turminhas do berçário mas pode ser adaptada para outras turmas da educação infantil.
Cabe ao educador mostrar que há outras formas de se relacionar com o mundo. Vamos ver aqui 05 atividades práticas para ajudar neste processo.

20 truques para professoras de berçário - Super importantes!

Esta é uma postagem muito útil para quem trabalha com bebês no berçário, mini maternal, creche... Muita gente não sabe o que fazer diante de uma sala de bebê, estas são algumas dicas e truques simples, mas muito importantes, que vão fazer uma grande diferença! Aqui vão 20 dicas super importantes, confira abaixo!

  1. Chocalho feito com garrafa pet, copo de iogurte, yakult...
  2. Saquinhos de cheiro feito com tnt algodão e vários aromas.
  3. Bolinhas de cheirinho feito com meia calça.
  4. Caixa surpresa, encapada e com um buraco para caber a mãozinha do bebê.
  5. Tampas de Nescau com figuras.
  6. Cds com figuras, furado e usado como móbile.
  7. Abrir uma caixa de papelão e fazer uma casa, ou um carro.
  8. CD com cantigas com voz de criança, músicas clássicas.
  9. Sagu com anelina dentro de garrafa pet, pode usar também gliter, lantejoula...
  10. Varal das sensações com vários materiais de diferentes texturas colados em folhas sulfite penduradas.
  11. Cestos ou caixa dos tesouros (caixas das sensações, texturas).
  12. Móbile com bola e elástico colado no teto.
  13. Soprar (canudo grosso), fazer bolhas ensinar a criança a respirar pelo nariz( variar com gelatina colorida).
  14. Tnt, brincar colar gravuras em cima contar histórias...
  15. Marcadores textuais na história narrada pelo educador como: “aí, daí, então, depois, acabou”.
  16. Tambor com latas, usando balão e tnt com bastante cola como tampa, rolo com celofane numa ponta para olhar e falar.
  17. Cabides de fita e tampas com gravuras.
  18. Gravuras na altura da criança, no chão, teto...
  19. Propor sons: pam pã rarã, pim, pirim pimpim. Instrumentos musicais feitos com sucata são maravilhosos!
  20. Animais, bichos e insetos feitos com sucata... imitar o som dos animais... abelha zum, zum... gatinho miau... grilo cri cri...
Já já tem muito mais!

Fantoche de vara com material reciclado

Dica de material pedagógico para trabalhar com a turminha do maternal, creche e berçário com material reciclado. Usando um garrafão plástico cortado no gargalo, vareta e bexiga você faz lindos fantoches de vara que saltam para fora e fascinam as crianças. Super sugestão para contar histórias!
fantoche de vara feito com material reciclado para maternal

Use os fantoches de vara para surpreender e divertir as crianças, convidando-os a jogar, brincar e se expressar verbalmente. Decore o palito com flores e borboletas e você terá uma linda lembrancinha para a primavera. 
Veja como brincar... 'Cadê o palhacinho??? Olha ele aqui!!!'

Romero Britto com carimbo das mãozinhas

Oie!

Pra trabalhar com releituras de Romero Britto com turminhas pequenas do maternal e berçário, sugerimos trabalhar com carimbo das mãozinhas... A dica serve para fazer mural ou atividades.
Como trabalhar com releituras de Romero Britto com maternal
Romero Britto com carimbo das mãos, daqui.
Pinte as mãozinhas bem coloridas (você pode pintar um dedinho de cada cor) e carimbe. Depois faça bolinhas e traços coloridos... Vai ficar uma fofura, pode ter certeza! Os corações podem ser feitos com pratinhos de papel. 

Plano de aula 'Cantinhos da creche'

Em cenários montados na creche, os pequenos se sentem em casa e aprendem a conviver com os maiores da pré-escola... Veja no plano de aula abaixo tudo que você precisa aprender para organizar cada cantinho na sua creche, mesmo com poucos recursos.

■ OBJETIVOS
Promover a autonomia e estimular o convívio e a interação das várias faixas etárias.
■ ANOS Creche e pré-escola.
■ TEMPO ESTIMADO Livre.
■ MATERIAL NECESSÁRIO
Tecidos de várias cores e tramas (para fazer tendas e delimitar os  espaços); garrafas PET de 600 mililitros com diferentes quantidades de água – para produzir sons variados – e lantejoulas gigantes, penduradas acima da cabeça das crianças, mas ao alcance das mãos; móbiles coloridos presos por elásticos roliços para serem puxados; cortinas de fitas coloridas de cetim e objetos sonoros (canto dos sons e das cores); tapete, almofadas, poltroninhas e estantes baixas com bastante variedade de livros que tenham muitas figuras (canto da leitura); um espelho grande ou vários pequenos, colados na parede (canto do espelho); mobiliário infantil de cozinha, sala, quarto e lavanderia (cantos da casinha); arara com fantasias, sapatos, bijuterias,  chapéus, adereços de vários tipos e um espelho (canto da fantasia); caixas, tubos de papelão, papéis, latas, garrafas PET, potes, cubos, bancos e outros objetos que possam ser empilhados (canto de montar); pincéis grandes e largos, tinta, massinha, giz gigante, argila, folhas
grandes de papel e cartolinas inteiras (canto das artes).

■ ORGANIZAÇÃO DO ESPAÇO
Delimite os cenários com divisórias baixas ou materiais que facilitem o trânsito entre elas (persianas de madeira, compensados que tenham um buraco pelos quais as crianças possam passar, cortinas de fitas coloridas ou tecidos). O ideal é ter no máximo 12 crianças por ambiente. 

■ DESENVOLVIMENTO
1ª ETAPA
Os funcionários devem estar preparados para esse esquema de trabalho. Por isso, é importante que o coordenador pedagógico, o diretor ou um professor marquem uma reunião para explicar à equipe que o
objetivo desse tipo de organização é estimular a circulação e o exercício da autonomia e do poder de escolha.

2ª ETAPA
Deixe que todos explorem os espaços livremente, durante o tempo que durar o interesse pela brincadeira. Porém, em alguns momentos, é possível eleger algumas intenções pedagógicas para serem trabalhadas em determinados ambientes. Confira aqui algumas sugestões. 

■ Canto das cores e sons – Conhecer texturas, formas e sons: estimule-os a tocar os instrumentos, a tirar sons das garrafas e a reconhecer as cores, chamando a atenção para a variedade de tons que existe.

■ Canto da cozinha – Aguçar o paladar: leve alimentos prontos, como pão, gelatina e bolo, para serem degustados por quem visitar o local. Se o espaço permitir, prepare com a turma lanches ou sobremesas fáceis de fazer, como um sanduíche ou uma salada de frutas. 

■ Canto da leitura – Interagir com outras faixas etárias: peça que os grandes leiam para os menores e, durante a atividade, mostrem as figuras que aparecem nos livros. 

Canto dos espelhos – Reconhecer-se e conhecer o próprio corpo: leve a criança para se observar, diga o nome dela e identifique as partes do corpo e suas características particulares (cor dos olhos e cabelos, por exemplo).

Canto de montar – Adquirir noções de tamanho e de cor: mostre como empilhar caixas e blocos de diferentes cores e dimensões ou como colocar um dentro do outro. 

Canto das artes – Explorar as tonalidades: disponha uma tinta por vez para que os menores percebam
as possibilidades de trabalhar com uma só cor, pura ou mais aguada.

3ª ETAPA
Depois da organização dos móveis e dos acessórios, é hora da diversão. Divida a turma em grupos para que os ambientes sejam bem explorados. Os bebês participam observando, sempre no colo de um adulto.
Prepare-se para manter todos em atividade e deixar que a brincadeira aconteça, preocupando-se em mediar
e incentivar a interação. Não há a necessidade de falar muito ou explicar o propósito para a classe. Quando surgirem os conflitos, interfira e estimule o convívio pacífico.

■ AVALIAÇÃO
Depois de montar um cenário, pergunte a si mesmo se ele é convidativo, atraente e desafiador. Durante a atividade, observe o grau de autonomia, a capacidade de interação e a resposta de cada um aos estímulos oferecidos, percebendo os vários níveis de desenvolvimento. A partir disso, planeje outras atividades e monte novos subgrupos conforme as necessidades. 

Dicas para trabalhar identidade

Oi!!!

Outra sugestão de atividade para quem trabalhar Identidade com a turma... Aqui a dica é fazer o molde do corpo das crianças em papel pardo, papelão ou outro papel... a melhor forma de fazer isto é deitando a criança no chão e riscando o molde, eles amam isto. Depois é só trabalhar as partes do corpo.


Os bonecos é uma dica famosa para trabalhar este tema. Depois de prontos, as crianças pintam o boneco, dando lhe roupas e detalhes como olhos, boca, nariz... Pode-se pendurar na parede também. 

DICA: Ao trabalhar os órgãos do sentidos, recorte de revistas (olhos, nariz, boca, orelhas) e cole no rosto dele, pois os que as crianças desenharam a lápis já não aparecia por trás da pintura com giz de cera. Faça o boneco em tamanho original de cada criança com suas característica para um melhor aprendizado. 

Bonecos pra trabalhar identidade com a turma. Pra quem gostou e quer fazer temos vários moldes de crianças com características variadas AQUI.
DICA LEGAL
Que tal inovar? Faça os molde da criança, com a ajuda de todos. Recorte o molde e risque em TNT. Costure o boneco em casa ou cole com cola quente... Na hora de enchê-lo, peça ajuda para as crianças (encha com sacolinhas plásticas ou jornais velhos, peça com antecedência para a turma). Peça para as mães emprestarem (cada semana uma criança) as roupas para o boneco. 
Boneco de tnt e jornal do blog Galinha Pintadinha.
Pra terminar, escolha o sexo da criança e o nome, dê a ele uma família fictícia, uma história. E que tal matricular ele na escola??? 


05 atividades para trabalhar identidade com berçário

A construção da identidade é gradativa e se dá por meio das interações sociais. Ora as crianças imitam o outro, ora diferenciam-se dele. Para ajudar os bebês nesse processo, você pode criar situações nas quais eles se comuniquem e expressem desejos, necessidades, preferências e vontades. 

Brincadeiras feitas em frente do espelho ajudam a criança a reconhecer suas características físicas. Já o desenvolvimento da auto-estima se dá conforme a criança incorpora a afeição que os outros têm por ela e a confiança da qual é alvo. Confiram 05 atividades pra ajudar a desenvolver a identidade!!!

TODO MUNDO NA JANELINHA
IDADE De 9 meses a 2 anos.
TEMPO 30 minutos.
ESPAÇO Sala de atividades.
MATERIAL Cartolina, caneta hidrocor, cola e uma foto de cada criança.
OBJETIVO Favorecer o reconhecimento da própria imagem e da dos colegas.
PREPARAÇÃO Em uma cartolina, desenhe um trenzinho com o número de vagões correspondente à quantidade de crianças. Pendure o cartaz na parede da sala antes de elas chegarem. No dia da brincadeira, peça aos pais que mandem uma foto do filho ou da filha. Peça aos pequenos que sentem em roda e coloquem a foto no meio do círculo. Aconchegue os bebês no grupo e converse com todos. Comente uma foto por vez. Mostre a imagem e diga: “Olha a Aninha!”, “Onde você estava?”, “Na praia, não é?”, “O seu biquíni era azul?”, “Quem já foi à praia?” Chame as crianças pelo nome, pois é muito comum na Educação Infantil o uso de apelidos. Depois dos comentários, cole as fotos nos vagões e deixe elas apreciarem. Inclua uma foto sua também. O trenzinho fica na classe até as férias. Você vai perceber que, sempre que possível, as crianças vão chamar as pessoas que se aproximam da sala para ver as fotos.

VAMOS AO BAILE?
IDADE A partir de 2 anos.
TEMPO 40 minutos.
ESPAÇO Sala ampla.
MATERIAL Espelho de corpo inteiro, aparelho de som, tecidos, fantasias e maquiagem (testada dermatologicamente, antialérgica e sem álcool).
OBJETIVO Favorecer a construção da identidade com o uso do espelho.
COMO BRINCA Leve as crianças para uma sala que tenha um ou vários espelhos grandes para que todas consigam se ver ao mesmo tempo. Deixe as fantasias e os tecidos à disposição delas. Comece a atividade avisando que vai haver um grande baile e, por isso, elas precisam colocar uma roupa especial e se maquiar. Faça você a pintura no rosto das crianças ou peça ajuda a outro educador. Quando a turma estiver pronta, coloque músicas animadas e comece o baile. Depois que as crianças dançarem livremente, conduza a atividade sugerindo que façam caretas em frente do espelho, dobrem os joelhos, levantem os braços, expressem tristeza, balancem a cabeça e movimentem os tecidos que seguram. Sugestão: maquie-se e fantasie-se você também para curtir junto.

CADA UM DO SEU JEITO
IDADE 3 anos.
TEMPO Uma hora.
ESPAÇO Sala de atividades ou pátio.
MATERIAL Papel Kraft, tesoura, canetas hidrocor e fita adesiva.
OBJETIVOS Construir a imagem do próprio corpo e trabalhar a auto-estima.
COMO BRINCA Cada criança deita sobre uma folha de papel para que você possa desenhar a silhueta dela. Recorte o contorno, escreva o nome da criança e entregue a ela para completar o desenho com olhos, mãos, joelhos etc. Nesse momento, incentive a criança a observar o próprio corpo. Não espere nada figurativo. Quando todos concluírem o trabalho, cole as silhuetas lado a lado na parede e estimule a observação: “Olha! A Iara é mais alta que o Pedro”. Converse bastante sobre as particularidades de cada uma. Esse diálogo contribui para a construção da auto-imagem e da auto-estima, pois a criança interioriza o afeto que você e os colegas têm por ela, expresso na conversa.

CADÊ MINHA FOTO?
IDADE A partir de 1 ano e meio.
TEMPO Uma hora.
ESPAÇO Todos os espaços da escola e o tanque de areia.
MATERIAL Fotos das crianças, cola e plástico adesivo.
OBJETIVO Reconhecer a própria imagem e a dos colegas.
PREPARAÇÃO Encape as fotos com o plástico adesivo para que não estraguem. Elas devem ser as que estavam no trenzinho, descrito na atividade Todo Mundo na Janelinha. Esconda-as no tanque de areia. Quando as crianças entrarem na sala, comente: “Onde estão as fotos do painel? Sumiram! Alguém viu? Não? Vamos procurar? Devem estar em algum lugar na escola...” Indique alguns espaços para elas procurarem as imagens, deixando o tanque de areia por último. Se a foto encontrada não for a da própria criança, peça que ela a entregue ao dono. Quando todos estiverem com as próprias fotos, podem voltar para a sala e colá-las novamente no painel.

CAIXINHA SURPRESA
IDADE A partir de 2 anos.
TEMPO 30 minutos.
ESPAÇO Sala de atividades ou pátio.
MATERIAL Caixas de sapatos e espelhos pequenos protegidos por uma moldura resistente. Se não houver espelhos na escola, peça aos pais para providenciarem.
OBJETIVO Brincar com a própria imagem.
PREPARAÇÃO Peça aos pais que enviem uma caixa de sapatos enfeitada de casa. Antes de a atividade começar, cole o espelho no fundo de cada caixa. Reúna as crianças em círculo e entregue a cada uma sua caixa. Primeiro, peça a elas que apenas segurem. Comente as diferenças entre elas. Fale das cores, dos desenhos, se têm brilho... E avise: “Sempre que vocês abrirem a caixa encontrarão uma surpresa”. A primeira “surpresa” será a criança se ver dentro da caixa, refletida no espelho. Mantenha o espelho na caixa e, a partir da segunda vez, cada uma deve ter algo diferente, como maquiagem, escova de cabelo, sachês ou
outros objetos que façam parte do acervo da creche. 

Jogo reciclado para trabalhar cores e formas

Este jogo é feito com reciclagem de caixas de fósforos, encapadas com EVA e, com ele, a a turminha vai aprender muito sobre cores e formas, organização e muito mais.  Muito fácil de fazer confira! 

A sugestão de atividade consiste em misturar as peças para que as crianças ordenem por forma e cor. 
jogo reciclado para trabalhar cores e formas

Linda ideia para aplicar com sua turma do maternal, creche e berçário! Pra fazer encape as caixinhas.  Cole uma figura por fora de cada caixinha para identificar. Depois recorte várias silhuetas fáceis (coração, círculos, borboletas...) no EVA. 
jogo reciclado para trabalhar cores e formas

10 Dicas para trabalhar expressividade no berçário

Várias dicas para trabalhar a expressividade da turminha do berçário!!!

  1. Realizar, na hora do banho, massagens, estimulação das palmas das mãos e dos pés, movimentos na água junto com a criança etc.
  2. Favorecer o desenvolvimento oral e corporal por meio da música, juntamente com as atividades de higiene, trocas, alimentação etc.
  3. Proporcionar brincadeiras de roda, esconde/esconde e outras para permitir o desenvolvimento da oralidade, da espontaneidade e da socialização da criança.
  4. Utilizar brincadeiras com música para estimular as crianças na manutenção de boa postura (importante que o professor tome cuidados com sua própria postura, pois a criança age por imitação do adulto).
  5. Fazer uso de atividades no espelho, trabalhando a expressividade de cada um: as crianças farão caretas, mímicas, enfim, brincarão com a própria imagem.
  6. Desenvolver atividades relacionadas aos jogos de imitação e mímica.
  7. Hora da rodinha com histórias, músicas, etc.
  8. Brincadeiras ao ar livre. e brincadeiras livres e banho de sol (de acordo com as condições climáticas).
  9. Passeio externo ou interno.
  10. Brincadeiras coletivas ou opções individuais (organização de diferentes materiais para interação das crianças).

Como trabalhar equilíbrio e coordenação com berçário

Aqui sugerimos várias atividades para ajudar a desenvolver a coordenação e o equilíbrio dos bebês do berçário, separados por faixa etária confira!!!
dicas para trabalhar equilíbrio e coordenação no berçário

0 a 4 meses
• Deitar o bebê de bruços, deixando objetos a frente.
• Pegar um chocalho e balança-lo em todas as direções para que o bebê acompanhe com a cabeça.
• Deixar o bebê de bruços em cima de um rolo para sustentar a cabeça.
• Estimular o rastejar com dissociação de braços.
• Estimular o rolar no colchão ou em cima bola.
• Colocar músicas relaxantes e massagear o seu bebê, para um melhor efeito dê banho em seguida. 

5 a 10 meses
• Propor exercícios para pegar, amassar, lançar, objetos, quebra-cabeças com peças grandes, encaixes, empilhagens...
• Colocar em cima de um rolo deixar o bebê em cima e balancear, e em seguida deixar as mãos apoiadas no chão para fortalecer braços.
• Utilizar uma bola grande e fortalecer coluna e pernas realizando a flexão.
• Incentivar o sentar, rastejar, controlar a postura sentado em cima do rolo com ou sem auxílio, permanecer em pé segurando em carrinhos de empurrar e estimular o engatinhar.

10 meses a 1 ano e três meses
• Propor circuitos que promovam os conteúdos rolar, engatinhar, rastejar, saltar, pular, passar por cima e por baixo de cordas ou bambolês.
• Confeccionar um cabo de vassoura como apoio para caminhar.
• Fortalecer pernas e coluna através da manipulação dos pais.
• Entrar dentro de um túnel para estimular o conceito de dentro e fora.
• Usar músicas que envolvam expressividade para que conheçam animais, objetos, partes do corpo,etc.
• Estimular autonomia e noções de A.V.D (atividade da vida diária) como: escovar os dentes, comer sozinho, pentear cabelo, vestir-se sozinho, etc.

Outras dicas também muito importantes!!!
• Brincar em rodinhas levando a criança a levantar-se, sentar-se, andar, deitar, correr etc.
• Contar histórias e pedir que as crianças participem com gestos e mímicas, dramatizando-as.
• Organizar atividades onde a criança possa manipular grandes e pequenos objetos, pular obstáculos, andar para frente e para trás, empurrar objetos, encaixar etc.
• Proporcionar brincadeiras de estátua, fique onde está, corre-cotia, coelhinho na toca etc.
• Propor brincadeiras diversas com corda elástica, bambolês, garrafas plásticas, colchões, bastões, bolas etc.

O que toda professora de maternal precisa saber

Com o objetivo de facilitar o trabalho do professor da turminha do maternal, sugerimos algumas atividades e práticas a serem aplicadas para as crianças dessa fase escolar. Aproveite!

• Com o objetivo de controlar os esfíncteres do aluno, orienta-se o professor que estimule e incentive a criança de forma tranquila e gradativa. 

• Elabore atividades que aborde a higiene bucal e coloque em prática com os alunos após o momento do lanche, incentivando o uso do creme e da escova dental. Teatro com fantoches é uma atividade que chama a atenção dos alunos, porém quando bem elaborada. 

• No horário do lanche, auxilie o aluno a alimentar-se, mas dê liberdade para que ele aprenda a fazer sozinho. Lembre-se de que o papel do professor é de orientar e não realizar tudo que é proposto. 

• Trabalhe com músicas gestuais, cantigas de roda e dança, estimulando partes do corpo. 

• Conte histórias infantis, porém curtas. 

• Trabalhe com o corpo através de estímulos, de forma que estimule a criança a identificar e nomear as partes do seu corpo. No momento do banho também pode ser trabalhado o corpo. 

• Incentive e desenvolva a fala, conversando diariamente com a criança sobre os aspectos do dia-a-dia, possibilitando que essa expresse seus desejos através da fala, evitando somente a comunicação gestual, bem como favorecendo o desenvolvimento de sua linguagem. 

Trabalhe com garatujas, utilizando folhas brancas, lápis, giz de cera e/ou tinta guache atóxica. Nesse momento é fundamental que o professor fique atento de forma que o aluno não leve esses materiais à boca e olhos. 

• Aplique atividades com traçados simples (desenvolvendo a coordenação motora), rasgar papel e trabalhar com massinhas, com formas geométricas: círculo, quadrado e triângulo, exercícios de encaixe, incentivando o acerto. No início o professor deve auxiliar a criança, no segundo momento deve deixar com que ela o faça. 

Como trabalhar o fazer musical com maternal de berçário

Trabalhar com música com a turminha pequena além de desenvolver o gosto pela música, estimula a percepção dos sons e ajuda também a desenvolver as habilidades musicais. 

Aí vão algumas dicas e práticas que podem ser aplicadas em sala de aula e que com certeza vão te auxiliar nesta tarefa. As dicas podem ser aplicadas tanto para turmas de maternal quanto para outras turmas, como creche e berçário. Tome nota!
o fazer musical com maternal

· Propicie a escuta de diferentes sons produzidos por brinquedos sonoros;
· Leve a criança a ouvir e aprender canções, brincar de roda, realizar brinquedos rítmicos, jogos de mãos etc.;
· Estimule a produção de sons diversos (vozes de animais, ruídos, palmas, batidas de pés);
· Favoreça a exploração de materiais sonoros de corda, percussão e sopro;
· Promova o contato com obras musicais diversas;
· Grave as produções e interpretações das crianças;
· Realize, durante o banho, brincadeiras com água e brinquedos sonoros alternando som e silêncio;
. Promova passeios pelo ambiente escolar para explorar os sons de cada espaço;
· Ofereça oportunidades de ouvir e observar os sons da natureza, em atividades externas;
· Confeccione materiais sonoros, observando o nível de habilidade das crianças da turma;
· Conte histórias enfatizando os sons existentes;
· Proporcione a participação em jogos e brincadeiras cantadas;
· Promova a exploração livre dos sons graves e agudos (altura), forte ou fraco (intensidade), curtos ou longos (duração).
· As melodias, as canções e acalantos têm um espaço cativo neste período. Não se deve esquecer das parlendas como brincadeiras para desenvolvimento oral.
· Os acalantos e brincos são formas de brincar musical característico da primeira fase da vida da criança.

Plano de aula para trabalhar desafios corporais com berçário

Objetivos
- Inserir atividades físicas regulares na rotina das crianças.
- Desenvolver habilidades corporais variadas.

Material necessário
Bolas, cordas, escorregador, colchonetes e imagens de animais.

Desenvolvimento
Na maioria das vezes, as crianças são muito ativas e estão sempre se movimentando. Contudo, é importante que a Educação Física seja feita de modo sistemático durante, por exemplo, dois períodos de 30 minutos, um de manhã e outro pela tarde. É certo que qualquer atividade física proporciona benefícios, mas a organização ajuda a criança a perceber a importância desses momentos.

Outro fator importante é a presença do adulto. Ainda que simples, certas atividades podem paralisar uma criança que sinta medo ou dificuldade em realizá-las - e o educador ajuda tanto a evitar acidentes quanto a dar mais confiança aos pequenos. Além disso, o adulto deve ficar atento às etapas do desenvolvimento das crianças: se as propostas forem fáceis demais, não estimulam os pequenos a contento e, se forem muito difíceis, não despertam o interesse em superar limites. Portanto, as atividades até podem ser as mesmas para as diferentes faixas etárias da creche, mas pequenas variações em seu planejamento e execução são muito bem-vindas.

Atividade 1
Uma proposta interessante é enfileirar bolas e auxiliar as crianças a passar os pés por cima delas - primeiro o direito, depois do esquerdo e assim por diante. Em seguida, as cordas podem servir como outro obstáculo a ser ultrapassado, por cima ou por baixo, de acordo com a regulagem de altura. Exercícios como esses exigem concentração, estratégia, preparo e, ao mesmo tempo, são estímulos divertidos.

Atividade 2
No pátio, o escorregador costuma ser usado como um brinquedo para descida. Estimular a subida por onde se escorrega também pode ser interessante. Para isso, segure na mão esquerda de cada criança e ajude-as, uma a uma, a subir. Depois, repita a proposta segurando na mão direita de cada criança. Com essa atividade, é possível perceber com qual das mãos os pequenos têm mais habilidade e força e, a partir daí, trabalhar novos estímulos à outra mão. 

Atividade 3
Propostas que envolvem cooperação são ferramentas importantes para o desenvolvimento físico e intelectual das crianças. Ficar em fila, passar uma bola embaixo das pernas e entregá-la nas mãos do próximo colega envolve não apenas estímulos corporais como também noções de respeito e trabalho em equipe.

Atividade 4
Aproveite que as crianças costumam gostar muito de imitar animais e mostre imagens de bichos cujos movimentos elas possam copiar. Por exemplo, minhocas e cobras rastejam, sapos e cangurus pulam, cavalos e guepardos correm. Até o caminhar dos gorilas e chimpanzés pode ser interessante reproduzir: o corpo desses animais acompanha o andar, o que ajuda as crianças a desenvolver noções de lateralidade.

Atividade 5
Bolas variadas (de tênis de mesa, tênis de quadra, futebol de salão, handebol, vôlei, basquete, entre outras) são ótimas para organizar uma competição de arremesso, sempre com os dois braços para essa faixa etária. O tamanho e o peso de cada bola estimulam os músculos do tronco e dos membros superiores. Nesse sentido, confeccionar bolas de meia pode incrementar ainda mais o trabalho.

Avaliação
Faça anotações sobre o desempenho dos pequenos sempre que possível, não para compará-los, mas para aumentar gradativamente a dificuldade das atividades em que eles se saem melhor. Se alguma criança não conseguir realizar determinada proposta, procure auxiliá-la, dentro das possibilidades dela, até que consiga superar seus limites. Vale ainda orientar os pais a fazer algumas dessas propostas em casa, a fim de também contribuírem para a melhoria do desenvolvimento corporal dos filhos.

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Luva de feltro para contar histórias

Linda sugestão para trabalhar na primavera com sua turminha... Esta linda luva de feltro é do Mascotinhos e vem com dedoches também. Pra quem trabalhar com feltro esta é uma grande dica! Aproveite e adaptei um texto para contar uma linda história de primavera para seus pimpolhos!
luva e dedoches de feltro para primavera

Detalhe dos dedoches... Se você amou e quer fazer mas não entende muito de feltro aí vai a dica: todas as peças são cortadas como EVA mesmo. Depois é só colar com cola de tecido ou cola quente. Pode-se costurar também. Uma graça de atividade para trabalhar com a turma pequena!
luva e dedoches de feltro para primavera

Segue a história que adaptei, ficou linda! Com ela você pode trabalhar conceitos de diversidade, valores e respeito. Também dá pra falar sobre moradia. Boa aula!

O CARACOL E SEUS AMIGOS
O Caracol viu uma Joaninha.
A Joaninha passou voando.
O Caracol falou:
- Ah! Eu não posso voar...

O Caracol viu uma Borboleta.
A Borboleta passou se exibindo.
O Caracol falou:
- Ah! Eu não tenho tantas cores!

O Caracol viu uma Abelha.
A Abelha passou com zunido...
O Caracol Falou:
- Ah! Eu não sei fazer zum, zum...

O Caracol Viu uma Libélula.
A Libélula passou ligeira.
O Caracol Falou:
- Ah! Eu não sou ligeiro assim.

Então, a Joaninha, a Borboleta, a Abelha e a Libélula disseram ao Caracol:
- Veja Caracol, você tem casa para morar!

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Plano de aula - A borboleta levada

Objetivos
Associar número e quantidade; proporcionar momentos de descoberta e criação, a fim de acelerar o processo cognitivo do aluno; explorar a capacidade criativa do educando; interpretar o texto oralmente e trabalhar conceito de amizade entre as crianças.
plano de aula para primavera
Aconchego
Receber os alunos com música animada e cenário alegre. Pode-se utilizar balões e simular um jardim com um tapete verde e flores artificiais.

Hora da Novidade
Leia pra eles algumas curiosidades do dia. Faça um quadro com EVA ou papel pardo, cole grama e flores de E.V.A de modo a deixá-lo atraente.
- Você sabia que a borboleta já foi uma lagarta?
- Você sabia que muitas borboletas vivem apenas algumas semanas?

1º momento
História - A borboleta levada
''Era uma vez, em um reino muito distante uma borboletinha chamada __________________.

borboletas com rolo de papel higiênico
(Apresentar uma borboleta feita com material reciclado (rolo de papel higiênico) e pedir que eles lhe deem um nome. Falar sobre o que acham dela, suas cores, características e qualidades).

Ela vivia muito feliz no jardim da casa de dona Joana. __________ era muito levada e vivia fazendo careta pra todo bichinho que encontrava. Sua mamãe _______________ vivia dizendo pra ela:
- ____________ deixa de ser levada menina!
Um dia, enquanto passeava pelo jardim ela viu dentro da água da fonte uma linda borboleta, mas levada como era tratou logo de fazer uma careta pra ela. Qual não foi sua surpresa quando a borboletinha lhe fez uma careta tão assustadora que _____________ saiu voando rapidinho pro colo de sua mamãe gritando:
- Mamãe, mamãe, tem uma borboleta muito feia lá na fonte fazendo careta pra mim.
Mamãe ________ que já sabia do que se tratava levou ________ até a fonte e explicou pra ela que aquele era apenas seu reflexo  e lhe disse como ela ficava bem mais bonita sem fazer careta pra ninguém.
Desde aquele dia ____________ apenas sorri e trata com muita gentileza e carinho todos os bichinhos do jardim. Foi assim que aconteceu e fim.

2º Momento
Falar sobre a história e reforçar a importância de ser sempre gentil e não fazer travessuras. Perguntar o que eles acharam da história e se teriam outro fim pra ela.

3º Momento
Cantar com as crianças, brincar de roda e imitando as possíveis caretas que a borboletinha possa fazer.


Música: Ciranda, cirandinha

♫ No jardim da minha casa,
Tem uma linda borboleta...
É levada e sapeca,
E adora uma careta! ♪

4º Momento
Desenhar e carimbar borboletas com carimbo das mãos e dos pés. Dicas e ideias para fazer este trabalho aqui.
5º Momento
Trabalhar com a turma com produção de várias borboletas, tanto para decorar a sala como para levar pra casa. Aqui pode-se também falar sobre a transformação das borboletas. Tem ideias de decoração da sala com borboletas feitas de guardanapo de papel aqui e aqui com passo a passo, são lindas!

6º Momento
Fazer com as crianças a recontação da história, com dedoches de borboletinhas de papel feitas pelas crianças, aprenda a fazer aqui.
Finalização
Realizar oficinas para produzir lembrancinhas de borboletas e presentear os alunos. Sugestão: borboletas com corações de EVA e palito de picolé e borboletas com corações de EVA e pirulitos! 

Da Ideia Criativa, com adaptações.

sábado, 31 de agosto de 2013

Caixa de papelão decorada com dinossauro

Alguém me pediu uma dica para decorar a sala com dinossauro...
Veja que fofa esta dica com reciclagem: uma caixa de papelão com dinossauro que serve tanto para decorar quanto para guardar brinquedos.

Ótima para salinha de maternal, creche e berçário que tem muitos brinquedos!!!
Caixa de papelão decorada para guardar brinquedos

Materiais necessários

  • Caixa de papelão; 
  • Tinta guache; 
  • Pincel para contorno. 
Como que faz?
Faça a pintura na caixa e só depois cole o resto da cabeça do Dino, para reforçar cole um pedaço de eva entre a caixa e o pescoço do animal. Amei a dica!

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Flores com forminhas e palitos de picolé

Oieee!!! 

Estas flores estão um mimo e também muito fáceis para fazer com a turminha do maternal ou berçário... você vai precisar somente de forminhas de doces, palitos de picolé e enfeites variados como lantejoulas, botões, papéis, algodão... depois de prontas você pode usá-las em cartões, como lembrancinhas ou onde sua imaginação te der espaço! Linda ideia para  primavera... 
A dica é deixar cada criança trabalhar com o material escolhido. Estas aqui achei estas no Kiboomu.

Também feitas com forminhas estas flores estão mais requintadas... para fazer você vai precisar de várias forminhas cortadas sobrepostas... depois faça o miolo como preferir. Do blog da Gabriela.
Outra idéia linda, que serve também como porta retrato!!!
Beijinhos!!!

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Projeto Alimentação - Maternal

Oi gente!!!

Estou postando este lindo projeto para trabalhar o tema Alimentação saudável com a turminha pequena... confira! 
alimentação saudável
Mini Maternal do Colégio Crescer PHD
Educação Alimentar

Tema: Oba! Hoje é dia de fruta!
Temo previsto: Dois meses (3 e 5 feiras)
Turma: Maternal (2 e 3 anos)

Objetivos:
•Incentivar aos bons hábitos alimentares;
•Identificar as preferências alimentar dos alunos;
•Conscientizar os alunos sobre a importância e os motivos pelos quais nos alimentamos;
•Reconhecer os alimentos que faz bem à nossa saúde dando ênfase as frutas;
•Identificar cores, textura e os diferentes sabores das frutas.

Atividades:
•Experimentar todas as frutas separadamente
•Confeccionar cartazes e registros
•Trabalhar com as frutas de plástico
•Brincar com teatro de varas das frutas
•Fazer receitas com as frutas (Vitamina de banana, Suco de laranja, Bolo de casca de maçã, Musse de maracujá, Danone de morango, Sacolé de uva e Espetinho de fruta com chocolate)
•Pintura à dedo
•Classificação das frutas quanto a cores e tamanho

Culminância: Confecção de um livro gigante com registro de todas as atividades realizadas durante o projeto. Confecção de frutas gigantes com jornal. Anexar fotos, registros de fala, desenhos, colagens, receitas e pesquisas.

sábado, 24 de agosto de 2013

Porta retratos com tampas de sorvete

Sugestão super criativa para fazer com a turma do berçário ou maternal no projeto identidade, ressaltando ainda o tema da conscientização de proteger e salvar salvar o meio ambiente. 
lembrancinha projeto identidade
Super dica do UMEI São Vicente.
Depois de trabalhar o projeto com a turma, colete várias tampas de potes de sorvete e fotos dos alunos. Você também pode imprimir as fotos. Recorte-as e cole nas tampas. 

Depois é só decorar com tinta auto relevo com capricho!

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Dicas para trabalhar Semana da Pátria

É isto aí gente linda do blog, é hora de pintar tudo de verde e amarelo, a semana da pátria já está chegando... aqui postamos algumas dicas de atividades que podem ser realizadas com a turma mais pequena, tome nota!!! Algumas sugestões para aprender e fazer:

  • Hora de colocar fitinhas verde e amarelo na garotada, valorizar o Hino da Independência, cantando, trabalhando a letra e quem sabe fazendo um karaokê (tem o hino cantado, instrumental e play back no blog)!!!
  • Faça uma lista verde e amarela no caderninho das crianças durante a semana toda, eles vão adorar!!!
  • Veja que idéia legal da Cleuza: Faça um grude com farinha de trigo e água, coloque anelina nas cores verde, amarelo e azul. Coloque em canequinhas, dê a eles um pincel de pintor e deixe o artista solta a imaginação... quem sabe no muro da escola?
  • Idéia legal da Escola sem Mimeógrafo: colocar 4 caixas de sapato cada uma pintada ou encapada com tinta guache nas cores, branca, amarela,verde e azul. Distribuir revistas para as crianças procurarem folhas com as respectivas cores pedir que rasguem em pedaços bem pequenos e coloque-as nas caixas com as cores determinadas.

  • Outra idéia: Com papel pardo faça um painel com o desenho da Bandeira e colar os papéis coloridos e explorar o painel. Ex: Conhece a cor Verde e o amarelo? O que você já viu na natureza que tem essa cor? Explorar também as formas: Onde posso ver o quadrado na bandeira? E o círculo?
  • Que tal fazer a FESTA DO VERDE E AMARELO? A professora pode se vestir toda de verde e amarelo. Podem ser criados jogos, brincadeiras e apresentações. A comida pode ser toda verde e amarelo como pipocas com anelina dessas cores. Pode haver apresentações com teatro, danças e músicas tudo falando do Brasil. Dentro da festa pode haver arrecadação de alimentos para serem doados aos "brasileirinhos mais carentes".
    Beijos a todas as amigas lindas que estão sempre no blog!

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Plano de aula para a primavera - Leilão de Jardim

Plano de aula para trabalhar com maternal na primavera, com o poema 'Leilão de jardim' de Cecília Meirelles. A cada dia da semana, montar uma página do livro com colagem, pintura, origami ou outra técnica que preferir. Abaixo sugerimos a realização do trabalho com carimbo das mãozinhas... Para a realização das atividades relacionados, temos várias sugestões nos links.

Objetivos: Despertar o interesse pela arte e por poemas e conscientizar sobre a proteção aos bichinhos e a natureza. Desenvolver a coordenação motora, o gosto pela arte e ampliar o conhecimento a autora em questão. Do blog Gente Miúda.

Página 01 - Jardim e borboletas com carimbo das mãos.
Oficina - Borboletas com rolos de papel higiênico, com guardanapo ou tampinhas pet.


Página 02 - Passarinhos e ovos com carimbo dos dedinhos.
Oficina: Passarinhos com pratos descartável, dobradura, ou rolo de papel higiênico.

Página 03 - Sol e caracol com carimbo dos dedinhos e mãos.
Oficina: Caracol com dobradura de papel, caracol com recorte de papel e sol com recorte e alinhavo.

Página 04 - Lagarto com carimbo das mãos.
Oficina: Lagarto com massinha ou rolo de papel higiênico.

Página 05 - Formigueiro, formigas e sapo com carimbo dos dedinhos.
Oficina: Formigas com massinha e origami, sapo com copo descartável, prato de papel e dobradura

Página 06 - Cigarra e grilo com carimbo dos dedinhos.
Oficina: Cigarra com origami e com pega moscas

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Carimbo com verduras para primavera

Oie!

Esta é uma técnica muito criativa para trabalhar com a turminha... o carimbo com batatas já é bem conhecido pelos educadores, mas que tal aproveitar outros alimentos para carimbar com os alunos? Ótimas dicas para trabalhar nesta primavera!!!

Pra começar, carimbo com aipo, rosas perfeitas!


Que tal carimbar com acelga?

As florzinhas feitas com carimbo de quiabo ficam uma graça, confira!

Projeto para maternal - Grandes artistas

Através deste projeto você vai ver que eles adoram imitar e são realmente grandes artistas. O projeto tem por objetivos conhecer diversos pintores e suas principais obras, associar a arte ao cotidiano, criar releituras dos quadros utilizando diversas técnicas e materiais, manusear diversos materiais explorando diferentes texturas e formas e prender a trabalhar coletivamente. 
Etapas do trabalho
No primeiro momento, relacione os pintores e suas obras e depois mantenha o foco no contato dos diversos materiais para a construção das próprias obras, relacionando com o conteúdo anterior.

Partes do corpo e autorretrato
A primeira atividade de Arte será associar partes do corpo humano, ajude-as a  montar o seu primeiro quadrinho com autorretrato! Veja como fazer.

1. Distribua folhas de papel sulfite e peça que as crianças desenhem elas mesmas com giz de cera. Previamente, proponha atividades de esquema corporal, como olhar-se no espelho. Nessa idade, as crianças estão iniciando a construção dos desenhos, então alguns ainda não apresentam traços que demonstrem a intenção de um rosto ou um corpo, mas elas podem estar ali em seus garranchos.

2. Distribua palitos de sorvete para que colem em volta do desenho formando uma moldura de retrato.

3. Distribua fios de lã para que colem no palito de sorvete de forma que possam pendurar na parede. Deixe que levem a sua primeira obra para casa.

Expressões faciais e a obra "Monalisa"
Quando se estuda o corpo humano, deve-se falar também sobre expressão facial. E, nesse contexto, faça a releitura da obra "Monalisa", do italiano Leonardo da Vinci. Depois de apresentar o pintor e sua obra aos pequenos, traga para a sala uma reprodução de "Monalisa" colada em cartolina e peça que as crianças procurem em revistas outros olhos, narizes e bocas que pudessem recortar e colar num grande cartaz, em volta da silhueta da Monalisa.

Volpi e a fachada das bandeirinhas
Ainda dentro do contexto das partes do corpo e do autorretrato, faça com as crianças um cartaz coletivo baseado na obra "Fachada com Bandeiras", do brasileiro Alfredo Volpi. Primeiro, apresente a obra aos alunos e deixe um tempo para observação. Depois, traga  a obra reproduzida em cartolina com espaço para que as crianças desenhassem os seus rostos nas janelinhas. Cada criança pode escolher uma janelinha e fazer o seu autorretrato com canetinha hidrográfica.

Kandinsky e as formas geométricas
Ao entrar no conteúdo das formas geométricas, aproveite para apresentar a obra de Kandinsky, artista russo, que se tornou um grande nome da arte abstrata. Veja como trabalhar com seus alunos.

1. Traga uma grande reprodução da obra "Sobre Pontos", de Kandinsky, e exponha para os alunos.

2. Distribua folhas de sulfite e várias formas geométricas recortadas em papéis coloridos.

3. Peça que as crianças reproduzam a obra em suas folhas fazendo colagem das formas recortadas. Exponha os trabalhos na escola!


Frutas de Lederman

Ao estudar os alimentos e a importância das frutas para a nossa saúde, colete obras de Lederman, artista que colocava muitas frutas em seus quadros. Após apresentá-las às crianças, sugira que desenhem as frutas que conhecem numa parece de azulejos da escola!

Brincadeiras de criança
Quando as professoras entraram no tema das brincadeiras infantis, apresente a obra "Meninos Pulando Carniça", do brasileiro Cândido Portinari. A partir dela, monte um grande quebra-cabeças da seguinte forma:

1. Faça duas reproduções bem grandes da obra. 
2. Recorte uma delas em quatro ou cinco pedaços.
3. Peça aos alunos que montem o quebra-cabeças.


Culminância

Todos os trabalhos de Arte do projeto devem ser expostos na mostra da escola, agrupados em um grande livro. As famílias e as crianças poderão conferir tudo que produziram ao longo do projeto e todos os artistas e obras que conheceram.

Releitura de Picasso no maternal

Oi gente!
Sugestão de atividade para quem vai trabalhar as obras de Picasso no maternal e creche...  

A dica é para 'brincar' de Picasso, fazendo poses e tirando fotos.. 
releitura de picasso no maternal

Depois distribua folhas em branco e deixe as crianças pintarem a vontade, imitando Picasso!!!
Picasso, do Instituto Cordeirinho.
Lindo!

terça-feira, 13 de agosto de 2013

Tinta alto relevo para brincar no banho

Oie!!!

Vamos fazer pintura em relevo para as crianças brincar na hora do banho? Ótima ideia para quem trabalha com berçário, mini maternal... Eles adoram!
INGREDIENTES: 
1 xícara de sabonete infantil ralado
1/2 colher de sopa de corante alimentício
3/4 de xícara de água quente
Outros: potes para misturar e binasgas de catchup para colocar a mistura. 
Sugerimos usar um sabonete para pele sensível, já que a criança irá manuseá-lo. 

MODO DE FAZER:
Use seu liquidificador ou processador de comida para misturar, assim terá uma consistência espessa. Adicione a xícara com os flocos de sabão ralado e coloque a água quente gradualmente. Verifique se a água está quente! O 3/4 de xícara de água é uma sugestão, pare de adicioná-la no momento em que tiver uma textura espessa, mas ainda macia. A última etapa é misturar a massa com a tinta, para isso pode usar potes com palitos de picolé, a brincadeira permite assistir as cores se misturarem, uma lição prática na teoria das cores. 

Depois de pronta, coloque a mistura na bisnaga, a espessura da tinta realmente deixa a textura em alto relevo. Quando acabar toda a tinta da bisnaga, a criança pode misturar e brincar com os dedos. 

Limpar tudo é muito fácil. Basta molhar a pintura com a água do chuveiro e assistir as cores desaparecerem sob o jato d'água, essa etapa também faz parte da diversão!

Do blog Dicas pra Mamãe.